Gartner alerta que Data Center está (quase) morto

Analistas do Gartner exploram como a transformação do Data Center tradicional é inevitável, mas também por qual razão nem tudo está mudando para a Nuvem


No passado, quando as equipes de negócios solicitavam novas aplicações ou serviços, as organizações de TI primeiro se perguntavam: "Como podemos construí-lo?". Agora, a pergunta é "Onde podemos encontrá-lo?”. Nesse cenário, o Gartner, Inc., líder mundial em pesquisa e aconselhamento para empresas prevê que, até 2025, 80% das empresas desligarão seus Data Centers tradicionais. Analistas indicam que, de fato, 10% das empresas já desativaram seus centros de dados.
Muitas corporações estão repensando o posicionamento de aplicações, com base na latência da rede, na quantidade de clusters por clientes e limitações geopolíticas – por exemplo, o Regulamento Geral de Proteção de Dados (GDPR) da União Europeia, além de outras restrições regulatórias, como a futura Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que entrará em vigor ainda este ano no Brasil.
As empresas com Data Centers mais antigos não desejam reconstruí-los ou criar novas estruturas desse tipo, sobretudo por conta dos altos custos. Eles preferem que outra pessoa gerencie a infraestrutura física. Os dados das principais métricas de Tecnologia 2019 do Gartner mostram que a porcentagem do orçamento de TI direcionado aos Data Centers diminuiu nos últimos anos e, agora, representa apenas 17% do total.
O serviço de Colocation é frequentemente utilizado como substituto dos Data Centers tradicionais porque oferece maior disponibilidade, confiabilidade, níveis certificados de camada de construção, eficiência energética, gerenciamento de instalações dedicadas e capacidade de escala.
O que permanece no local são processos de negócios que são essenciais para a missão das empresas e que exigem maior supervisão e níveis de controle mais detalhados do que os disponíveis por meio de infraestrutura em Nuvem e modelos hospedados.
Pesquisas adicionais sobre o tema serão apresentadas durante a Conferência Gartner Infraestrutura de TI, Operações & Estratégias de Cloud, que acontece nos dias 14 e 15 de abril, em São Paulo. No evento, analistas brasileiros e internacionais vão apresentar conexões vitais entre tecnologias, gestão e cultura com um foco especial na liderança de cada função de Infraestrutura e Operações (I&O). Participantes poderão interagir com mais de 1.000 profissionais, visionários e líderes de TI.
Até 13 de março, as inscrições para a Conferência Gartner Infraestrutura de TI, Operações & Estratégias de Cloud estão com desconto de R$ 575,00. Há preços diferenciados para profissionais do setor público e descontos para grupos. Interessados devem contatar o Gartner pelo e-mail conferencias.brasil@gartner.com, pelos telefones (11) 5632-5968 e 0800 006 3028, ou pelo site https://www.gartner.com/pt-br/conferences/la/infrastructure-operations-cloud-brazil.

Entradas populares de este blog

Por cuarto año consecutivo BMC se posiciona como líder en el Cuadrante Mágico de Gartner en Gestión de Servicios de TI

#SMDayBA | El 31 de julio llega una nueva edición de Social Media Day Buenos Aires

BairesDev se alza por cuarto año consecutivo como la compañía de desarrollo de software de mayor crecimiento de toda América Latina