#Futurecom2019 traz discussões importantes sobre a implementação do 5G no Brasil

Congresso e eventos paralelos abordam como as novas tecnologias irão transformar vários setores da economia e beneficiar a sociedade

A 21ª edição do Futurecom, maior evento de Transformação Digital, Tecnologia e Telecomunicações da América Latina, abriu nesta terça-feira (29) debatendo as principais inovações do setor no São Paulo Expo. Em seu primeiro dia, a feira contou com a presença do CPO da Netflix, Greg Peters, do ministro em exercício do MCTIC, Júlio Francisco Semeghini Neto, e ministro do STF, Dias Toffoli, que participou da abertura do FutureJUD.

A solenidade de abertura oficial do Futurecom 2019 ocorreu na noite desta segunda-feira, 28, e foi marcada pela união entre artes e tecnologia. O maestro João Carlos Martins usou pela primeira vez, em uma apresentação, um robô colaborativo da Universal Robots para virar as páginas de suas partituras. O projeto é resultado de uma parceria entre a empresa, Nokia, TIM e a SPI Integração de Sistemas.

Nesta terça-feira, o congresso e os eventos paralelos da 21ª edição discutiram a transformação digital em diversas áreas: judiciária, meios de pagamento, segurança da informação, mobilidade, varejo, entre outros.

O primeiro a palestrar no Futurecom Congress foi Júlio Francisco Semeghini Neto, Ministro em Exercício do MCTIC, que destacou os desafios brasileiros no uso da tecnologia e como ela pode melhorar a qualidade de vida da população.

O presidente e ministro do STF, Dias Toffoli, também destacou a digitalização do judiciário brasileiro durante o FutureJUD. De acordo com o ministro, o Brasil possui 78 milhões e 600 mil processos em tramitação; do total, 80% já estão no sistema de processos eletrônicos. “Somos o judiciário mais produtivo do mundo: temos uma média de 8 sentenças por dia útil”, disse.

O futuro com o 5G

Um dos destaques da feira é a tecnologia 5G, que já está em funcionamento em vários países e deve chegar ao Brasil nos próximos anos. Por meio da quinta geração de telefonia móvel, é possível ter uma internet muito mais rápida e com menor latência. Com isso, teremos cidades conectadas e funcionais onde será possível, por exemplo, controlar a iluminação pública de forma inteligente, como demonstrado pela NEC em seu estande.
“Com a chegada iminente da rede 5G, teremos um mundo novo de oportunidades para inovar e tornar a nossa sociedade muito mais conectada, com benefícios para todos os setores”, afirma Angelo Guerra, vice-presidente da NEC no Brasil.

A Qualcomm também mostrou como o 5G transformará a vida das pessoas, das casas, das cidades e das indústrias.

“Temos um papel de liderança no desenvolvimento da tecnologia 5G no mundo. Durante o Futurecom, vamos mostrar as inúmeras oportunidades de negócios, aplicações, melhorias e o avanço econômico que o 5G poderá trazer para o Brasil e para a América Latina”, diz Rafael Steinhauser, vice-presidente sênior e presidente da Qualcomm para América Latina.

Em uma coletiva de imprensa, a Deloitte apresentou a Global Mobile Consumer Survey Brasil 2019, que afirma que os brasileiros estão dispostos a pagar mais para ter internet dez vezes mais rápida que a permitida pelo 4G.
“O 5G entra em cena para habilitar o uso de novas tecnologias que possibilitarão as transformações das empresas. Esta será a oportunidade para o Brasil se inserir no bloco dos países líderes da Economia Digital”, declara Márcia Ogawa, sócia-líder de Telecomunicações, Mídia e Tecnologia da Deloitte.

Mas para que todos os benefícios dessas tecnologias sejam aproveitados, é importante que o Brasil tome o importante passo de leiloar o 5G ainda no próximo ano.

De acordo com uma pesquisa da Ericsson, caso o leilão do 5G seja adiado para 2021, o Brasil pode perder R$ 25 bilhões, reduzindo de R$ 70 bilhões para R$ 46 bilhões a vantagem total de impostos e fundos para o governo entre 2021 e 2025.

O estudo também mostra que o 5G vai gerar R$10 bilhões em investimentos diretos e R$ 250 milhões adicionais em investimentos em P&D, além de criar mais de 205 mil empregos.

Entretenimento

O primeiro dia da Futurecom contou ainda com uma palestra de Greg Peters, Chief Product Officer da Netflix. Depois de uma projeção emocionante de séries e filmes brasileiros produzidos pela empresa, Greg apresentou aos presentes um pouco da filosofia da Netflix ao destacar a produção de conteúdos locais que são apreciados por milhões de pessoas ao redor do mundo.

Além disso, o executivo explicou que a provedora de conteúdo para entretenimento vai investir R$ 350 milhões em 30 produções originais brasileiras até 2021.

“O Brasil tem histórias que o mundo todo quer conhecer”, explicou Greg. Ele também comentou que, desde que a Netflix começou a produzir conteúdos nacionais, já gerou 40.000 empregos indiretos no país. “Nós somos apaixonados por contar histórias e transmiti-las de maneira que as pessoas possam assistir quando quiserem e de onde quiserem. Isso só pode ser feito por intermédio da tecnologia”.

Além disso, o evento também contou com a tecnologia na apresentação da escola de samba Sociedade Rosas de Ouro, que no Carnaval de 2020 falará sobre as quatro revoluções industriais.

Internet das Coisas (IoT)

O Futurecom marcou o lançamento do livro 'Mundo Conectado: como a Internet das Coisas está revolucionando os negócios, as cidades e a vida das pessoas', foi realizado pelo empreendedor Alexandre Bueno e escrito pela jornalista especializada em Tecnologia, repórter e colunista do Jornal do Comércio, Patricia Knebel.

Além disso, o CPQD, em parceria com a Qualcomm e a EMBRAPII, está apresentando uma solução inovadora que coloca inteligência em dispositivos conectados à Internet das Coisas (IoT). Trata-se de uma plataforma para o desenvolvimento de aplicações IoT com Inteligência Artificial embarcada, que se baseia em processador Qualcomm® Snapdragon™ 820E, de alto poder de processamento e baixo consumo de energia.

A solução está sendo demonstrada no espaço IoT Applications, em uma aplicação de reconhecimento de placas de veículos que utiliza Inteligência Artificial - especificamente, recursos de visão computacional. Mas essa plataforma habilita a criação das mais diversas aplicações IoT, em áreas diferentes - como cidades inteligentes, agronegócio inteligente, manufatura avançada e também em casas conectadas.

Consumidor

Marcelo Biasoli, diretor de estratégia de negócios e marketing da Seguros SURA, participou do painel “O cliente como protagonista” e destacou o Programa Exponencial, idealizado pela companhia para preparar a empresa para o futuro com base em três pilares: eficiência operacional, potencializar os negócios, estratégia e cultura.

Dessa forma, o executivo explica que “ao identificar o potencial do mercado e entender as características do negócio, definimos a estratégia que vai entregar a experiência que os nossos clientes e parceiros esperam em suas respectivas jornadas”. Para isso, a Seguros SURA inova constantemente o seu modelo de negócios para gerar experiências positivas por meio da análise do entorno, que “é fundamental para as empresas identificarem as competências e as soluções necessárias para alcançar o consumidor e os parceiros que estão ávidos por experiências”.

Cabos submarinos

Durante a Futurecom 2019, a Angola Cables mostrou sua parceria com a TM Global, braço da Malaysia Telekom Berhad (empresa líder em telecomunicações da Malásia), que contempla a implementação de um acordo de testes para uma rota expressa “Sul-Sul” de cabos submarinos vindos da Ásia conectando diretamente à Africa e à América do Sul.

Cibersegurança

O Future Cyber contou, pela manhã, com a palestra “Segurança Cibernética em uma Sociedade Hipercontectada e a Gestão de Riscos”, que reuniu Cristiano Breder, Head of Cybersecurity and Risk Services Latam da Wipro; Vitor Sena, Global Information Security Leader da Gerdau; André Fleury, da Accenture Latam; Bruno Ramos, da PSA Group, e Leidivino Natal, CEO da Stefanini Rafael.

“Quando falamos em cibersegurança, precisamos pensar o quanto somos vulneráveis, nós mesmos, as empresas e o próprio Governo”, destacou o executivo da Stefanini.

Entradas populares de este blog

BairesDev se alza por cuarto año consecutivo como la compañía de desarrollo de software de mayor crecimiento de toda América Latina

Qué es BPO ?

Por cuarto año consecutivo BMC se posiciona como líder en el Cuadrante Mágico de Gartner en Gestión de Servicios de TI