Futurecom reúne principais players da indústria na segunda reunião temática do maior evento de transformação digital da América Latina


A tecnologia utilizada de forma humanizada para transformar a sociedade foi um dos principais tópicos do evento

O diretor do Futurecom, Hermano Pinto, promoveu recentemente, no Accenture Interactive, em São Paulo, a segunda reunião temática do maior evento de tecnologia, telecomunicação e transformação digital da América Latina, que este ano acontecerá de 28 a 31 de outubro no São Paulo Expo. A grande temática foi “Tecnologia e Negócios Disruptivos”, com uma reflexão sobre experiências imersivas, modelos as a service, cybersecurity, big data, analytics e Blockchain. O objetivo é levantar questões importantes para a construção da grade de conteúdo do Futurecom 2019.

Os principais players contribuíram com sugestões de abordagens sobre soluções que poderão contribuir com a transformação da sociedade, tais como a necessidade de uma rede sem oscilações, menor tempo de resposta na transmissão vídeos com o crescimento na utilização de streaming, a importância do ensino a distância para descobrir novos talentos e qualificar profissionais para a nova economia, formas de oferecer uma melhor experiência ao cliente com segurança. “A tecnologia está aí. Os fatores determinantes para a transformação digital são o comportamento e a percepção das pessoas”, afirma Hermano Pinto.

Um dos assuntos mais discutidos durante a reunião foi o desafio vivenciado pela sociedade conectada com as coisas – processo que deve se intensificar com a ampliação dos projetos de IoT. “No Brasil, a percepção de roubo das informações pode levar de 200 a 3000 dias. Nunca foi tão importante resguardar as informações, tendo como base o tripé tecnologiaprocessos e pessoas”, destaca o diretor do Futurecom.

De acordo com Luciano Condé, diretor de Conhecimento da Oracle para o mercado SMB, a discussão apresentou uma diversidade de pensamentos, enriquecendo a abordagem sobre novas tecnologias disruptivas. “Tudo que discutimos aqui traz uma perspectiva de futuro. A reunião também focou noaspecto de pessoas – como elas são importantes para toda a transformação que vivenciamos. Certamente foi um ponto de destaque e que deve ser bastante explorado durante o Futurecom 2019”, ressalta. 

Para o diretor de Marketing e Public Relations da NEC, André Eleterio, um dos pontos que mais chamaram atenção foi a necessidade de pensar a segurança de uma forma diferente, sem fronteiras. Numa sociedade cada vez mais conectada, ele acredita que a segurança deve ser analisada considerando os novos paradigmas da Indústria 4.0.

Segundo Denise Guedes, da inMovimento Inclusivo, as reuniões temáticas – a primeira foi sobre “Conectividade” e a terceira será sobre “Soluções de Transformação Digital” – democratizam a discussão sobre os anseios e os desafios trazidos pelas novas tecnologias. “O aspecto que mais chamou atenção é que a tecnologia está aqui para servir o homem. Ele é o fim. Considero relevante a preocupação com as pessoas, acima de tudo”. 

Rodrigo Ventura, Founder e CEO da 88 Insurtech, considera os encontros prévios do Futurecom como um grande brainstorming com profissionais que conhecem a indústria. “Consideramos importante que o Futurecom traga vários use cases, que demonstrem como as novas tecnologias estão, de fato, contribuindo para o usuário final. Perguntas fundamentais: Qual o impacto dessa tecnologia na minha vida? Como reduzir os custos? Como facilita o dia a dia? Por que é a melhor solução? Os cases de sucesso conseguem materializar tudo isso”, defende o executivo.

“Achei muito interessante a forma como as pessoas apresentaram as sugestões de temas para o Futurecom. Certamente o que foi debatido aqui impactará na construção do conteúdo. Gostei bastante do formato e pretendo utilizar algo semelhante em nossos eventos para saber realmente o que clientes querem ouvir da SAP e de seus palestrantes”, garante Christian Geronasso, da SAP.

Futurecom chega à sua 21ª edição com uma série de novidades. A partir desse ano, cinco novos eventos farão parte da programação, além do Future CongressFuture PaymentFuture GovFuture Jud,Future Cyber e Future Tech. Neste novo formato, o Futurecom se consolida como um evento completo de tecnologia, que combina a hiperconectividade trazida pelas novas tendências, que serão apresentadas na área de exposição e debatidas durante o Congresso Internacional. 

Para esta edição já está confirmada a participação de Greg Peters, Chief Product Officer e líder da equipe responsável pelo design, criação e otimização da experiência da Netflix, como Keynote Speaker do Congresso Internacional. 

Em 2018, o Futurecom registrou a presença de 29 mil visitantes, com mais de 300 marcas expositoras. “Queremos superar este número em 2019, ampliando a discussão para temas cada vez mais relevantes. Reuniremos nomes de peso do mercado para discutir o impacto nas novas tecnologias nas políticas industriais, administração pública, setor jurídico, cidades inteligentes, além de questões referentes à segurança cibernética”, destaca Hermano Pinto, diretor do Futurecom.

Entradas populares de este blog

Por cuarto año consecutivo BMC se posiciona como líder en el Cuadrante Mágico de Gartner en Gestión de Servicios de TI

Soft skills: habilidades blandas en las organizaciones

Qué es BPO ?