Com reality show e estratégia digital, Gillette ingressa com tudo no universo do eSports brasileiro



·         Hashtag da campanha atingiu 4 vezes o trending topic orgânico do Twitter
·         Comunidade gamer aderiu às ações, gerando uma audiência nos episódios 3 vezes maior e com 2 vezes mais retenção em relação a média

A Gillette, líder no mercado de lâminas no mundo, ingressa no universo do eSports brasileiro com um “arsenal” digno do League of Legends. O lançamento do primeiro reality show de preparação de jogadores no Brasil, o Gillette UTL, foi a primeira patrocinadora do CBLoL (Campeonato Brasileiro de League of Legends), mobilizou embaixadores como Tiago Leifert, Gabriel “Kami” Bohm e promoveu ostensiva campanha no Facebook, Twitter, Google, Spotify, além de mídia programática.

Em um curto espaço de tempo, essas ações estabeleceram um diálogo relevante com a comunidade de eSports brasileiro, colocando a hashtag da campanha (#GilletteULT) 4 vezes no trending topic orgânico do Twitter. Além disso, as lives dos episódios tiveram audiências 3 vezes maiores que a média de ações semelhantes, sendo que o tempo de retenção nos vídeos de conteúdo foi 2 vezes maior se comparado aos vídeos regulares. Já o tempo médio de navegação no site (www.gilletteult.com.br) foi 15% maior em relação a outras plataformas de conteúdo já executadas pela P&G.

Participaram da ação as agências Grey, Ketchum, Rock e Webedia. O P&H Digital Hub, solução do Dentsu Aegis Network para gerir as estratégias digitais da multinacional de produtos de consumo, foi responsável pelas ações digitais, incluindo mídias sociais. “Esse projeto trouxe um desafio diferente para a marca, pois tínhamos como objetivo atingir o público jovem, com afinidade em games. Este target tem características muito próprias, com destaque para o fato de ele ser um nativo digital e um heavy user de tecnologias. Neste sentido, a aderência do conteúdo e dos canais foi ainda mais importante para estabelecermos um relacionamento relevante”, diz Bernardo Bastos, diretor do P&G Digital Hub e da iProspect.

A campanha digital teve início antes mesmo do Reality Show com o lançamento de um manifesto da Gillette. Passou-se então à ativação das inscrições, seguida da divulgação dos episódios e dos vencedores, etapa ocorrida em dezembro. Os canais da campanha, de forma geral, tiveram boa performance . O Twitter contribuiu muito no engajamento da audiência e o Youtube para ampliar o alcance.

“As diversas ações coordenadas criaram um storytelling atrativo para este público, quase um game coletivo. O público reagiu bem com comentários positivos em abundância e influenciadores relevantes aderindo à discussão de forma espontânea. Essa interação, certamente, criou um recall positivo da marca, que poderemos desenvolver daqui para frente”, completa Bernardo Bastos.

Além de Gillette, o P&G Digital Hub, que integra, sob a liderança da iProspect, as operações da Amnet, Navegg e Cosin Consulting, também é responsável pela gestão das estratégias digitais de todas as marcas da P&G no Brasil. Com várias vantagens em termos de execução, esse modelo proporciona maior eficiência nos investimentos, coesão nas mensagens e maior articulação entre as marcas, agências e parceiros envolvidos nas campanhas.

FICHA TÉCNICA:
Mídia Digital: iProspect
Diretor de Operações Digitais: Bernardo Bastos
Diretor de Mídia e Business Intelligence: Caio Rodrigues Castro
Mídia Digital: Priscilla Drewanz, Daiane Ferreira e Flavia Assunção
Atendimento Digital: Jackeline Borges

Entradas populares de este blog

Qué es BPO ?

Bienestar | Hábitos saludables para el trabajador freelancer

Por cuarto año consecutivo BMC se posiciona como líder en el Cuadrante Mágico de Gartner en Gestión de Servicios de TI