IHM, empresa do Grupo Stefanini, apresenta o iTrack, ferramenta para controle de qualidade e rastreabilidade em laticínios


Todas as variáveis que envolvem os laticínios reunidas num só lugar
 Solução foi premiada durante o InovaLácteos 2018



IHM Stefanini, empresa do Grupo Stefanini focada na vertical de indústria, apresenta para o mercado a solução iTrack,voltada para controle de qualidade e rastreabilidade na indústria de lácteos. A ferramenta permite que todos os dados do processo produtivo de um laticínio sejam armanezadas em um só lugar, dispondo-os de maneira simples e objetiva. Uma vez digitalizados, os torna-se possível encontrar qualquer dado instantaneamente, o que caracteriza um maior controle sobre a produção, com facilidade e agilidade para analisar as informações.

A ferramenta tem outras importantes funcionalidades. Ela permite ver e corrigir uma não conformidade no momento em que ela ocorre, o que reduz a variabilidade do processo e contribui para uma maior qualidade do produto. Além disso, a análise dos dados permite ver como cada fator impacta no processo, o que possibilita direcionar ações para melhorar o rendimento.

“O iTrack controla melhor a produção sem a necessidade de grandes investimentos. Para utilizar a ferramenta, basta ter um computador ou tablet com acesso à internet. Todos os dados são armazenados na nuvem e o sistema pode ser acessado de qualquer lugar”, explica Pedro Henrique Couto, um dos idealizadores do produto.

O iTrack usa um QR-code para cada um dos lotes, bastando escaneá-lo para ter acesso a todas as informações daquela unidade logística. Como a rastreabilidade tem sido cada vez mais exigida por varejistas e mesmo consumidores, também há facilidades nesse sentido: a ferramenta permite apresentar garantias e mesmo emitir o código de barras EAN-128, exigido por algumas redes de supermercado.

Há espaço ainda para dados além dos habitualmente exigidos em auditorias, como, por exemplo, os ingredientes utilizados e o tanque em que um determinado lote de queijos é produzido, o que permite uma rastreabilidade ascendente. A ferramenta é capaz de projetar o rendimento embalado, que é a quantidade do produto a ser efetivamente comercializada – dado extremamente valioso para o planejamento.

“O iTrack vai muito além de um banco de dados. Trata-se de uma solução pensada para garantir a rastreabilidade, reduzir as não conformidades e fazer com que as análises e decisões de negócio sejam baseadas em dados reais da produção, o que pode gerar ganhos de rendimento de 2% a 5%”, comenta Rudá Martins, Gerente de Inovação da IHM Stefanini.

No mês de agosto, a solução foi premiada na InovaLácteos, prêmio voltado para a inovação no setor e que aconteceu dentro da Feira para a Indústria de Lácteos (FORLAC), realizada em Lambari/MG.

Entradas populares de este blog

Qué es BPO ?

La final Boca-River dispara las búsquedas de vuelos a Dubai

Soft skills: habilidades blandas en las organizaciones